Parque da Mônica entra no clima de Natal


A programação especial do maior parque coberto da América Latina inclui Oficina de Cartinhas e Cantinho do Papai Noel
Com a proximidade do Natal, já é hora de preparar a cartinha com todos os pedidos e desejos para o Papai Noel. Por isso, a partir de novembro, o Parque da Mônica oferece Oficina para que os pequenos produzam a cartinha e ilustrem, usando lápis de cor e canetinhas coloridas. A ação ocorrerá até o dia 30 de novembro, no Atelier da Marina.

Além de oferecer muita diversão aos pequenos, a atividade tem o objetivo de estimular a criatividade, a escrita e a coordenação motora. Ao soltar a imaginação, é possível ainda fortalecer o espírito natalino. A Oficina Cartinha do Papai Noel é indicada para crianças a partir de dois anos, que podem ser acompanhadas dos pais.

A magia do Natal invade o Parque da Mônica junto da chegada do Papai Noel. A partir do dia 24 de novembro, será possível entregar a cartinha para o bom velhinho em mãos e ainda tirar muitas fotos para eternizar esse momento tão especial no Cantinho do Papai Noel, que ficará em um local especialmente preparado para recebê-lo dentro do Parque da Mônica.

No Parque da Mônica, a diversão é garantida para toda a família.

Barbie inspira a criatividade das meninas através da moda e da arte com a sua nova linha Barbie x Crayola



Barbie, a boneca mais famosa do mundo, escolheu a Crayola, a marca de crafting número um, para unir esforços na missão de incentivar as meninas de todo o mundo a imaginar além de seus limites e começar a construir seus sonhos com suas próprias mãos.

A parceria Barbie x Crayola é um reflexo da ampla trajetória que ambas marcas possuem na indústria focada nas crianças, é por isso que unem forças com a finalidade de criar uma linha única que combina os acessórios, cores e desenhos de moda característicos deBarbie com a versatilidade de Crayola em forma de marcadores, e até selos!

A linha é composta diferentes sets da Barbie: Cria seu estiloModas Desenho Arco-íris e Desenhos coloridos. Eles oferecem uma ampla variedade de outfits com lindas saias e vestidos, assim como pequenos acessórios prontos para serem personalizados de maneiras incríveis com ajuda de padrões de desenhos, estampas, canetas e tintas coloridas; todos são completamente laváveis para serem usados todas as vezes que queiram!

Desta forma, Barbie busca promover a livre expressão e o espírito criativo das meninas através do "faça você mesmo" com o qual mães, pais e meninas poderão passar horas de diversão porque com Barbie, as meninas podem ser o que quiserem.

Pullman renova sua linha de bolos e aposta na criação de sobremesas





A Bimbo Brasil, empresa líder em panificados, apresenta mudanças na linha de bolos familiares Pullman. Com nova fórmula, que deixou o produto mais fofinho e macio, os bolos têm textura mais caseira, que proporciona uma verdadeira experiência a cada mordida. A companhia também reformulou as embalagens, que passaram a contar uma identidade visual mais atrativa e de destaque. Já a forminha passou a ser destacável, o que facilita o consumo e o armazenamento do produto à medida que ele é consumido. Segundo dados Nielsen, a categoria de bolos familiares movimenta mais de R$ 315 milhões anualmente e está em crescimento.


Para Bruna Tedesco, Head de Marketing da Bimbo Brasil, detentora da marca Pullman, a companhia aposta na versatilidade dos bolos para criar novos momentos de consumo: “O bolo Pullman é sinônimo de categoria e já é uma tradição na mesa dos brasileiros em momentos como café da manhã, da tarde ou em lanches. Porém, ele é bastante versátil e possibilita a utilização de variadas formas, como no preparo de sobremesas”.

Para ajudar os consumidores nesse novo momento de consumo, as novas embalagens de bolos familiares Pullman trazem sugestões de receitas, como o Bolo de Coco Gelado, o Chocolate com calda e sorvete e o Rocambole Frapê. “Queremos que o consumidor use sua imaginação e os ingredientes que tiver em casa para criar novos preparos utilizando o bolo como base. São infinitas possibilidades de combinação com frutas, geleias, caldas, compotas ou sorvetes”, finaliza a executiva.


Os novos bolos Pullman estarão disponíveis a partir de outubro nos sabores Chocolate, Laranja, Coco, Abacaxi, Frapê e Gotas de Chocolate.

A empresa faz parte do Movimento Nacional pela Saúde e Bem-Estar e é signatária do Compromisso pela Publicidade Responsável para Crianças. Mais informações: www.movimentosaudebemestar.com.br.

O Boticário apresenta a linha Dr. Botica Poção da Amizade

A fragrância de lavanda e os sabonetes em barra com cheirinho de maçã verde que encantaram a infância das crianças dos anos 80 estão de volta!



Com o desejo de espalhar bons sentimentos pelo mundo inteiro, o Dr. Botica usou os poderes das palavras mágicas “Abracabum Sabum Chuá” e da ajuda do pássaro Fido, seu fiel escudeiro, para criar mais uma poção mágica, a Poção da Amizade. Foi na floresta das flores perfumadas - onde a alegria se espalha pelo ar - que eles encontraram os ingredientes mais especiais, entre lavanda, alecrim, damasco, flor de laranjeira, muguet, jasmim, notas talcadas, musk e sândalo, para trazer essa novidade para a linha de cuidados infantis de Boticário.

Para a criação da Poção da Amizade, o mago trouxe a mesma fragrância da linha do Dr. Botica original dos anos 80, que encantou a infância de muitos dos pais de hoje com a essência de lavanda e o sabonete de maçã verde. As novidades chegam às lojas de todo o Brasil, revendedoras e e-commerce da marca a partir de 15 de outubro.



SOBRE O DR. BOTICA
Nosso mago querido acredita que valores como educação, bondade, profundo respeito - à natureza e aos outros - e muito amor são os verdadeiros transformadores do mundo num lugar mais belo.

Dr. Botica nasceu da imaginação do sócio-fundador do Grupo Boticário, Miguel Kriegsner, em parceria com as designers e ilustradoras Maria Tereza Zagonel e Marina Zagonel Pereira. “O personagem vive num universo onde a diversão, alegria e magia servem para apoiar os pais nos momentos de interação com seus filhos, de forma a mostrar que o que importa mesmo é o empenho, carinho e verdade em tudo o que fazemos. Em sua fábula, vamos viajar num mundo em que as palavrinhas mágicas ‘por favor, obrigado, com licença e desculpe’ com pitadas de amor, paciência, coragem e força de vontade têm o poder grandioso de transformar o mundo para melhor”, conta Vanessa Machado, gerente de Cuidados Infantojuvenil do Boticário.

Estudo revela que a fadiga pode ser um dos sintomas de endometriose

A endometriose é uma doença ginecológica comum que afeta cerca de 8 a 10% das mulheres em idade reprodutiva, sendo considerada crônica e progressiva. Os sintomas da endometriose são principalmente diarreia, dor pélvica crônica e infertilidade. É causada, na maioria das vezes, pelo refluxo de menstruação pelas trompas, fenômeno que ocorre em todas as mulheres em geral, mas que nas pacientes com a doença ocorre de maneira mais delicada, já que esse sangue refluído mensalmente começa a se acumular dentro da cavidade pélvica, levando ao desenvolvimento de sintomas dolorosos e infertilidade. A doença tem impacto negativo em diversos aspectos da vida da mulher, inclusive na função sexual. Seus principais sintomas, representados por dor e infertilidade, relacionam-se diretamente com prejuízos na atividade sexual.

Um recente estudo realizado no Departamento de Endocrinologia Reprodutiva, Hospital Universitário de Zurique, revela que a fadiga é um sintoma frequente de endometriose. Apesar de subestimado e pouco estudado, ele afeta a maioria das mulheres com endometriose, mas não ainda não é amplamente discutido na literatura. O que já se sabe é que ela pode ser um sintoma, causando grande sofrimento, afetando as atividades diárias e a qualidade de vida das mulheres com endometriose.

A pesquisa reuniu mulheres em hospitais e consultórios particulares na Suíça, Alemanha e Áustria, entre 2010 e 2016. Os dados foram coletados de 1120 mulheres, 560 delas com endometriose. As mulheres com endometriose foram comparadas com 560 mulheres de mesma média de idade e etnia. Foi constatado que mulheres com síndrome da fadiga crônica frequentemente relatam endometriose em sua história ginecológica. Além disso, os pacientes com endometriose sofrem com mais frequência de estresse. “O impacto da fadiga é grande, uma vez que o desempenho no trabalho e a produtividade das mulheres é afetado, bem como atividades esportivas e sociais”, explica Dra. Flávia Fairbanks, ginecologista e obstetra da Clínica FemCare.

Para melhorar a qualidade de vida em mulheres com endometriose, a abordagem da fadiga deve, além da dor crônica e da infertilidade, tornar-se uma parte rotineira da assistência médica. Juntamente com o tratamento padrão da endometriose, seria necessário reduzir a insônia, a dor, a depressão e o estresse ocupacional, melhorando e administrando melhor esse cansaço crônico.

Ar seco, poluição e até a chegada da primavera podem prejudicar a saúde respiratória

A entrada da primavera traz mais cor às paisagens das grandes cidades, mas também o aumento das alergias respiratórias, principalmente nas regiões Sul e Sudeste do país. “Isso acontece porque, nesse período do ano, o tempo fica mais seco e a polinização do ar aumenta”, explica a otorrinolaringologista Maura Neves, do Hospital Universitário da USP. Como o pólen é alérgeno para algumas pessoas, sintomas como coriza, coceira no nariz e espirros podem aumentar nesse período do ano.

Além disso, o ar mais seco, típico da primavera, prejudica os batimentos ciliares, que são o mecanismo de defesa do nariz. “A mucosa nasal é dotada de milhões de cílios, que compõem uma espécie de tapete protetor, capaz de eliminar as impurezas que respiramos”, explica. No entanto, o ressecamento do muco nasal – devido a condições climáticas, poluição e até exposição ao ar-condicionado – dificulta os movimentos dos cílios e a remoção de alérgenos e microrganismos causadores de alergias, gripes e resfriados.

Como respirar bem o ano todo?

Para proteger o nariz desses vilões em todas as estações do ano, recomenda-se a limpeza nasal diária com soluções salinas a 0,9% pela manhã e à noite. “A limpeza deve tornar-se hábito, assim como escovar os dentes. É um cuidado necessário para a vida moderna, principalmente para quem vive nas grandes cidades, onde a poluição é maior”, diz Dra. Maura. De acordo com a especialista, a lavagem nasal é capaz não só de acelerar a recuperação nos períodos de crise, mas também reduzir em até 40% a incidência de gripes e resfriados.

Para completar os cuidados preventivos, também vale usar soluções em gel para hidratar o nariz quando houver sensação de ressecamento, muito comum em períodos de estiagem ou quando passamos muito tempo em ambientes climatizados. “A hidratação fecha o ciclo de cuidados, pois garante o bom funcionamento da mucosa e dos cílios nasais”, afirma Dra. Maura. Outra dica para driblar a secura e melhorar a umidade relativa do ambiente é o uso de umidificadores elétricos, principalmente na hora de dormir.



Cuidados com os pequenos

Estudos mostram que crianças entre 1 e 3 anos de idade podem apresentar de 5 a 11 infecções virais respiratórias ao ano. Por isso, não dá para deixar de lado os cuidados diários com o nariz dos pequenos. Para fazer a limpeza nasal, o importante é atentar-se aos jatos indicados para cada idade. “Para os bebês, indica-se os sprays mais delicados e que possam ser aplicados em qualquer posição. A partir de 1 ano, já é possível fazer a lavagem nasal com soluções salinas em jato, com anatomia apropriada para o nariz infantil”, orienta a otorrinolaringologista.

“Caso haja aumento de secreção, as lavagens nasais podem ser intensificadas. Também é importante que a criança tome bastante água ao longo do dia. Nebulizações e inalações podem ajudar em momentos de crise” recomenda a pediatra Ana Escobar, do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da USP. A especialista ainda ressalta que é importante saber reconhecer o momento de procurar o médico. “Presença de febre com indisposição e dificuldade para respirar são sinais de alerta nas crianças em todas as idades”, finaliza a pediatra. 

Confira as dicas da Dra. Ana Escobar para o cuidado com as crianças:

·         Boa alimentação e bom sono, além da prática de atividades físicas, fortalecem o sistema imunológico contra doenças respiratórias e outros males.

·         Evite ambientes fechados e com grandes aglomerações. Sempre que possível, mantenha os ambientes domésticos ventilados.

·         A formação de crostas nas narinas é sinal de ressecamento. A limpeza e hidratação devem ser feitas sempre que o desconforto surgir.

·         Para garantir a qualidade do sono e o conforto dos bebês durante as mamadas, faça a limpeza nasal da criança nesses horários.

·         Higienize o nariz de bebês e crianças diariamente, até duas vezes ao dia, principalmente nas épocas mais secas do ano.

Os benefícios da gordura do leite para as crianças



 "A gordura está quase sempre associada com malefícios à saúde, uma vez que a obesidade - definida como acúmulo de tecido adiposo (de gordura) no corpo - é um problema grave de saúde pública", destaca Ana Paula Del'Arco, nutricionista e consultora da Associação Brasileira de Laticínios (Viva Lácteos).

Atualmente vivemos uma epidemia de obesidade infantil em todo o mundo e no Brasil não é diferente. Segundo a Organização Mundial de Saúde, em torno de 41 milhões de crianças menores de 5 anos apresentam excesso de peso e, no Brasil, de acordo com o IBGE, estima-se que um terço das crianças brasileiras (33,5%) apresentam sobrepeso ou obesidade. Se nada for feito, a tendência é o agravamento desta epidemia, que imprime graves consequências físicas e psicossociais que já são observadas na infância.

Contudo, "comer gordura" não significa se tornar obeso, ou ainda, "não comer gordura" não significa estar "imune à obesidade".

A gordura é uma excelente fonte de energia para o corpo, fornece 9 calorias por grama, e, apenas se consumida em excesso, pode ser acumulada pelo corpo como principal fonte de energia. Como qualquer nutriente, sendo deficiente ou estando em excesso no corpo, pode trazer problemas de saúde.

Importante destacar que o estoque de energia que o corpo produz (em forma de gordura), pode ser oriundo do excesso de gordura que é ingerido na dieta ou do excesso de açúcar (de carboidratos) consumido na dieta, associado com o baixo dispêndio energético (a falta de atividade física). Então, não é apenas o excesso de gordura consumido que fica acumulado em forma de gordura no corpo.

Em relação à gordura dos lácteos, é importante considerar o perfil lipídico desta gordura, que é bastante diversificado, no qual existem gorduras saturadas, insaturadas, frações lipídicas cis e trans, que compõem um sistema lipídico único, absorvido como tal pelo organismo, capaz de entregar benefícios à saúde quando dentro desta complexidade bioquímica.

A gordura láctea tem sido alvo de diversos estudos científicos recentes que apontam para a inexistência de evidências consistentes entre o consumo de lácteos (com qualquer teor de gordura) e o risco cardiovascular, mostrando inclusive efeito protetor para a saúde cardiovascular. Faz-se necessário conhecer o perfil das gorduras, entender quais ácidos graxos as compõem, pois, cada ácido graxo se comporta de maneira diferente no organismo em relação aos eventos cardiovasculares, principalmente em relação ao colesterol. Dentre as gorduras saturadas, verifica-se que os ácidos graxos láurico, mirístico e palmítico, que aumentam o colesterol ruim (LDL-colesterol) também elevam os níveis de HDL-colesterol (o colesterol bom). Ainda, o ácido graxo esteárico (C18:0) não denota efeito sobre o colesterol.

O sistema lipídico dos lácteos também apresenta ácidos graxos insaturados, como o oleico, que se associa à redução dos níveis de colesterol total, LDL-colesterol e triglicérides, representando 25% do total do conteúdo da gordura presente no leite. Os ácidos graxos poli-insaturados (PUFA's) também estão presentes na gordura láctea e a relação entre os ácidos graxos ômega-6 (ácido graxo linoleico) e ômega-3 (alfa-linolênico) está em torno de 1-2:1 (w-6:w-3), uma boa proporção quando comparada com a maioria dos alimentos ao se excluir os peixes e derivados marinhos.

O ácido linoleico conjugado (CLA) é abundante no leite de vaca (especificamente nos ruminantes) e o isômero cis9, trans11 (9c,11t-CLA) é o isômero que mais ocorre no leite. Dentre os benefícios do CLA, em especial do 9c,11t-CLA, está a redução do colesterol total, LDL-colesterol e triglicérides, com efeito anti-aterogênico e antitrombótico, por inibirem a agregação plaquetária. No leite, o isômero cis9, trans11 do CLA pode ser obtido a partir do ácido graxo trans vacênico (18:1,11t), uma gordura trans que ocorre naturalmente nos ruminantes.

Outro aspecto importante para destacar em relação às gorduras, são suas inúmeras funções no organismo, sendo a gordura essencial para a saúde. Além de serem excelentes fontes de energia para o corpo e apresentarem benefícios em sistemas complexos, as gorduras também exercem funções básicas no organismo, que são vitais, tais como: 1) a regulação da temperatura interna do corpo, funcionando como um isolante térmico, ou seja, garantindo a temperatura ideal interna do corpo para o adequado funcionamento dos órgãos e sistemas; 2) a produção de hormônios que regulam os processos internos do corpo; 3) a proteção interna dos órgãos em casos de choques mecânicos; 4) o transporte de diversas substâncias e de vitaminas para todo o corpo; entre outras funções. 

"O leite é um alimento único, com uma matriz nutricional complexa, sendo a relação entre seus nutrientes e componentes capaz de entregar inúmeros benefícios ao organismo, desde contribuir com uma dieta equilibrada e saudável, até contribuir na prevenção de doenças cardiovasculares, obesidade, osteoporose, diabetes, entre outras, destaca a nutricionista. 

Inclusive em crianças e adolescentes, se observa os inúmeros benefícios que o leite e seus derivados entrega. Estudos apresentam evidências de que o consumo de leite está inversamente associado com o risco de excesso de peso (sobrepeso e obesidade) na infância; além de fornecer nutrientes essenciais para o adequado crescimento e desenvolvimento das crianças, que devem necessariamente consumir os lácteos em sua versão integral (com gordura), pois além dos benefícios da própria gordura láctea, os produtos lácteos integrais se caracterizam como uma das principais fontes de vitamina A na alimentação das crianças.   

Barbie amplia linha “Cozinhando e Criando”

 


Boneca lança quatro conjuntos de brinquedos inéditos na temática de culinária para inspirar crianças a imaginar tudo o que quiserem

A boneca mais famosa do mundo acaba de inaugurar uma pizzaria, uma estação de doces, uma hortinha e uma nova cozinha cheia de utensílios de última geração. Sim, a Barbie quer continuar inspirando as crianças a imaginar tudo o que quiserem ser e, por isso, amplia a linha de produtos “Cozinhando e Criando”, que traz temas gastronômicos para que as crianças continuem expressando a sua imaginação e criatividade por meio da brincadeira.  
São quatro novos kits com a temática de culinária que chegam às lojas de brinquedos ainda neste mês. Entre eles estão os conjuntos de Barbie PizzaiolaBarbie Cozinha de LuxoHorta da Chelsea e A Estação de Doces da Stacie, que acompanham um kit de massinha de modelar e acessórios para incentivar as crianças criarem diferentes receitas.
Confira detalhes sobre os lançamentos.


Barbie Cozinhando e Criando – Barbie Pizzaiola
A boneca Barbie chef de pizza está pronta para cozinhar e criar com um conjunto de pizzaria, três cores de massa moldável e acessórios que permitem as meninas criarem a sua própria pizza! As pequenas cozinheiras podem pressionar a massa moldável, adicionar “molho” e “queijo”, fatiar, servi-la e fazer o pagamento na caixa registradora. 


Barbie Cozinhando e Criando – Barbie Cozinha de Luxo
Com este kit, as meninas podem criar seus próprios vegetais sanduiches, batatas-fritas e muito mais! O conjunto inclui a Barbie, luzes e sons, além de acessórios inspirados em uma cozinha de verdade.


Barbie Cozinhando e Criando – Estação de Doces da Stacie
Cozinhe e crie deliciosas sobremesas com Stacie e seu conjunto Estação de Doces que inclui cozinha, utensílios para servir, massa moldável, máquina para waffles e máquina de chantilly. 



Barbie Cozinhando e Criando – Estação de Doces da Stacie
Cozinhe e crie vegetais e frutas com a horta da Chelsea e as massa moldáveis da Barbie. O kit inclui boneca e acessórios.

O estresse e estado emocional alterados prejudicam a saúde física e mental da criança

A infância de hoje não é como a de antigamente. Repetidas vezes questionamos com essa máxima a velocidade e os excessos de compromissos dos tempos atuais, que não estão restritos apenas a vida adulta e já permeiam a infância.  É necessário criar desde cedo uma rotina de responsabilidades para os pequenos, mas qual o limite divide uma rotina saudável do excesso de compromissos que levarão ao estado de estresse? Para a pediatra Denise Katz (CRM 63548-SP), a linha é tênue e é importante que os pais estejam atentos já que esse mal pode trazer riscos para a saúde emocional e física da criança.

O estresse acontece a partir de reações físicas e psicológicas que causam mudanças químicas no corpo. Elas podem ocorrer tanto a partir de sensações boas como experiências ruins. O excesso de atividades extracurriculares, além de cobrança exageradas e brigas familiares podem não apenas afetar as defesas das crianças como seu comportamento. A infância é composta por anos imprescindíveis para a formação da personalidade e caso ocorra períodos excessivamente estressantes ou traumáticos é possível que aconteça um prejuízo na formação do comportamento e aprendizado da criança”.

Em relação à saúde, a especialista alerta: a incidência de estresse pode trazer prejuízos para a saúde da criança, como: cefaleia, náuseas, distúrbios alimentares e de sono, predisposição para infecções e até prejudicar o desenvolvimento cognitivo.

Mas nem toda frustração é de todo mal. De acordo com a médica é importante que a criança vivencie pequenas insatisfações durante seu crescimento, para aprender a lidar com desafios. O que não pode ocorrer é o excesso, para evitar problemas na infância e consequências na vida adulta como hipertensão, doenças cardíacas e até depressão.

Mas como lidar com a criança que já está estressada?
“Os pais devem estar atentos às mudanças comportamentais da criança como introversão, insegurança, agressividade e desanimo para entender se algo pontual está frustrando o seu filho ou se a rotina dele está desgastante. Caso perceba que os sintomas estão persistindo por mais tempo do que o de costume, é importante entender quais são os fatores estressantes e evita-los. Além de dar apoio e afeto para que a criança entenda que a criança sinta-se mais segura. Ainda é imprescindível buscar ajuda médica e psicológica para minimizar os sintomas do pequeno, explica a especialista”.

Criança não nasce sabendo usar o banheiro sozinha!

Acompanhar cada fase e incluir a rotina no dia a dia é fundamental para ajudar no crescimento e desenvolvimento dos pequenos. Quando o assunto é fazer xixi no banheiro, muitos deles se assustam. Enquanto para os adultos é algo natural, para uma criança que acabou de sair das fraldas o ambiente pode ser visto como hostil e até assustador.

Uma boa dica é deixar a criança observar outras pessoas usando o banheiro ou, então, o bichinho de estimação fazendo suas necessidades. Com isso, ela vai aprender que é uma coisa natural e começará a imitar. Elas são como esponjinhas, absorvendo o conhecimento. Se ainda estiverem no período das fraldas, é possível incluir atividades e livros didáticos que ilustram o xixi no banheiro de maneira lúdica.

Hora certa
A criança vai começar a usar sozinha o banheiro de acordo com o crescimento e amadurecimento. Cada uma no seu tempo. É importante, nesta fase, que os pais identifiquem os sinais. Em primeiro lugar, ela deve estar sempre hidratada. Ela precisa sentir vontade de fazer xixi. Os vícios miccionais são verdadeiros vilões nesta fase. Criança que segura xixi e sai correndo para usar o banheiro, ou que tem perda durante o dia molhando a roupa, apresentam sinais de que não urina direito, ou completamente.

Uma criança que após os 5 anos de idade apresenta Enurese Noturna - um transtorno que causa a perda involuntária da urina durante o sono, pode apresentar sinais de que durante o dia também está com problemas para fazer xixi no banheiro. “A bexiga é um músculo que precisa de exercícios para funcionar. Meninas e meninos que urinam com frequência aprendem a urinar melhor”, diz Dr. Marcos Giannetti Machado, Urologista do setor de Uropediatria do Hospital das Clinicas da USP e Membro do Núcleo de Pediatria do Hospital Sírio Libanês.

Confira algumas dicas comportamentais e simples sugeridas pelo especialista para ajudar e incentivar as crianças a usarem sozinhas o banheiro:

  1. Local atraente e confortável
O banheiro precisa, de alguma maneira, ser atraente e confortável para que meninas e meninos fiquem à vontade para fazer suas necessidades. Se o vaso for para adultos, o ideal é que tenha um redutor. E, melhor ainda se a criança conseguir apoiar as pernas, para ficar firme e tranquila. Uma caixa pequena ou um banquinho em frente ao vaso já é suficiente para adequar com a pouca altura delas. Na maioria dos casos, elas têm medo de ficar com as pernas penduradas, ou mesmo cair. Os pais não devem levar isso como manha, birra ou frescura.

  1. Tenha paciência
Após a adaptação do local, é a hora de mostrar as alterações para criança. Explique, com paciência, a importância dessa nova rotina ao usar o banheiro. Atitudes como pressionar, gritar ou desmerecê-las são altamente desnecessárias neste processo de aprendizado.

  1. Rotina
Os pais devem incluir na rotina as idas frequentes ao banheiro. O exemplo e o incentivo são essenciais neste momento. O organismo da criança reage melhor quando ela dorme cedo e acorda cedo. Quando essa rotina é quebrada, aparecem alguns problemas. É recomendável evitar a ingestão de líquidos ou alimentos com cafeína e chocolate, com no mínimo 2 horas antes dela ir dormir. Também é importante criar o hábito de urinar antes de deitar e logo ao acordar.

O site www.semxixinacama.com.br, desenvolvido com o apoio do Laboratórios Ferring, reúne informações sobre a Enurese Noturna e tem o objetivo de orientar as famílias sobre como lidar com o xixi na cama sem traumas, alertando sobre a importância do diagnóstico correto e da busca por tratamento médico adequado. O visitante ainda tem acesso a uma lista com os centros de apoio mais próximos à sua região, perguntas e respostas sobre o tema, além de vídeos e um blog.