Toy Story 4

Woody (voz de Tom Hanks) sempre soube qual era seu lugar no mundo, e que sua prioridade é cuidar de suas crianças, seja Andy ou Bonnie. Então, quando o novo e adorado projeto artesanal de Bonnie transformado em brinquedo, Forky (voz de Tony Hale), declara-se "lixo" e não brinquedo, Woody toma para si a responsabilidade de mostrar a Forky por que ele deveria abraçar a ideia de ser um brinquedo. Quando Bonnie resolve levar toda a gangue na sua viagem com a família, Woody acaba se dispersando inesperadamente e se juntando à sua amiga Bo Peep (voz de Annie Potts), que há muito tempo não via. Depois de passar anos sozinha, o espírito aventureiro de Bo e a vida na estrada acabam por esconder seu delicado exterior de porcelana. À medida que Woody e Bo percebem que pertencem a mundos diferentes quando se trata da vida como um brinquedo, logo descobrem que esse é o menor dos seus problemas.

 

Dirigido por Josh Cooley (“O primeiro encontro de Riley”), e produzido por Jonas Rivera (“Divertidamente”, “Up”) e Mark Nielsen (assistente de produção, “Divertidamente”), “Toy Story 4”, da Disney·Pixar, estreia nos cinemas em 20 de junho de 2019.

Fafy Siqueira, Paula Lima e Olodum estrelam Brasilis, superprodução musical da Mauricio de Sousa Produções

No palco, o protagonismo de Fafy Siqueira. Na trilha sonora, a potente voz de Paula Lima ao som das inconfundíveis batidas do Olodum. A presença de renomados e representativos artistas brasileiros é mais um ingrediente que faz de Brasilis – um espetáculo do Circo Turma da Mônica o maior espetáculo musical já produzido nos estúdios da Mauricio de Sousa Produções, sob a direção de Mauro Sousa. Apresentado pelo Ministério da Cidadania e pela Brasilprev, a superprodução celebra as riquezas e a diversidade cultural brasileira.

A premiada atriz, diretora, cantora e compositora Fafy Siqueira interpretará a personagem Vó Dita”, inspirada na avó de Mauricio de Sousa e avó de Chico Bento nos quadrinhos. Vó Dita é uma contadora de histórias sobre a cultura e o folclore brasileiro “Eu não pensei duas vezes quando surgiu o convite. Tudo me encantou: o prazer de trabalhar neste universo da Turma da Mônica e com o Mauricio de Sousa pela primeira vez; protagonizar uma personagem tão simbólica nas histórias do Chico Bento, que é a Vó Dita; o tema de diversidade cultural que é tão importante; e também o fato de que a turnê percorrerá tantas cidades que são carentes em receber grandes produções como essa”, afirmou a artista.

Uma das grandes cantoras da geração, Paula Limatambém é chamada de Diva por muitos. Não por menos, com seu timbre singular, tem história na música brasileira. A intérprete soltará a voz, ao vivo, nas canções ao longo do espetáculo, todas inéditas e autorais, criadas nos estúdios da MSP. “Muito feliz de fazer parte deste projeto tão especial, principalmente pela temática, que á e diversidade cultural. Estou em um momento de transformação na minha carreira, de ser porta-voz de causas que defendo e acredito muito. E dialogar com o público infantil está totalmente em linha com esse momento. Sinto-me lisonjeada, principalmente porque a Turma da Mônica e o Mauricio de Sousa fazem parte da minha vida”.

Fundado como bloco afrocarnavalesco em Salvador, o Olodum completa, em 2019, 40 anos de história e é, atualmente, uma organização cultural reconhecida internacionalmente pelas suas ações de combate à discriminação social. As inconfundíveis batidas de sua percussão no melhor estilo samba-reggae embalarão a trilha sonora de Brasilis. A banda não estará em cena, mas sim em toda trilha sonora.

“Recebemos com muita alegria e estamos felizes e honrados com o convite. A história do Olodum tem a mesma essência daTurma da Mônica. São duas marcas com uma trajetória de valorização da cultura nacional. O Olodum está completando 40 anos e não poderíamos celebrar esta jornada de outra forma que não fosse intensificando a importância do respeito à diversidade cultural, tudo a ver com proposta do tema do espetáculo Brasilis”, conta Jorginho Rodrigues, empresário e produtor do Olodum.

Brasilis – um espetáculo do Circo Turma da Mônica

Como parte das comemorações de 60 anos da Mauricio de Sousa Produções, o cartunista e empresário, Mauricio de Sousa, e seu filho, produtor e diretor, Mauro Sousa, trazem para a cena cultural uma superprodução que contempla nossas raízes, mostrando a diversidade e a inclusão que sempre estiveram presentes no universo das criações da Turma da Mônica. No palco, além de Mônica, Cebolinha, Cascão, Magali e Chico Bento, outros personagens dão brilho à pluralidade cultural, como a Vó Dita, o Papa-Capim, a Jurema e a Milena.

Com cenários grandiosos, muita tecnologia, efeitos especiais, mais de cem figurinos e um elenco afiado de bailarinos e artistas circenses, a Turma da Mônica envolverá o público nessa aventura para descobrir um pouco mais sobre o nosso país e sobre nossas raízes.


Fafy Siqueira, Paula Lima e Olodum estrelam Brasilis, superprodução musical da Mauricio de Sousa Produções

No palco, o protagonismo de Fafy Siqueira. Na trilha sonora, a potente voz de Paula Lima ao som das inconfundíveis batidas do Olodum. A presença de renomados e representativos artistas brasileiros é mais um ingrediente que faz de Brasilis – um espetáculo do Circo Turma da Mônica o maior espetáculo musical já produzido nos estúdios da Mauricio de Sousa Produções, sob a direção de Mauro Sousa. Apresentado pelo Ministério da Cidadania e pela Brasilprev, a superprodução celebra as riquezas e a diversidade cultural brasileira.

A premiada atriz, diretora, cantora e compositora Fafy Siqueira interpretará a personagem Vó Dita”, inspirada na avó de Mauricio de Sousa e avó de Chico Bento nos quadrinhos. Vó Dita é uma contadora de histórias sobre a cultura e o folclore brasileiro “Eu não pensei duas vezes quando surgiu o convite. Tudo me encantou: o prazer de trabalhar neste universo da Turma da Mônica e com o Mauricio de Sousa pela primeira vez; protagonizar uma personagem tão simbólica nas histórias do Chico Bento, que é a Vó Dita; o tema de diversidade cultural que é tão importante; e também o fato de que a turnê percorrerá tantas cidades que são carentes em receber grandes produções como essa”, afirmou a artista.

Uma das grandes cantoras da geração, Paula Limatambém é chamada de Diva por muitos. Não por menos, com seu timbre singular, tem história na música brasileira. A intérprete soltará a voz, ao vivo, nas canções ao longo do espetáculo, todas inéditas e autorais, criadas nos estúdios da MSP. “Muito feliz de fazer parte deste projeto tão especial, principalmente pela temática, que á e diversidade cultural. Estou em um momento de transformação na minha carreira, de ser porta-voz de causas que defendo e acredito muito. E dialogar com o público infantil está totalmente em linha com esse momento. Sinto-me lisonjeada, principalmente porque a Turma da Mônica e o Mauricio de Sousa fazem parte da minha vida”.

Fundado como bloco afrocarnavalesco em Salvador, o Olodum completa, em 2019, 40 anos de história e é, atualmente, uma organização cultural reconhecida internacionalmente pelas suas ações de combate à discriminação social. As inconfundíveis batidas de sua percussão no melhor estilo samba-reggae embalarão a trilha sonora de Brasilis. A banda não estará em cena, mas sim em toda trilha sonora.

“Recebemos com muita alegria e estamos felizes e honrados com o convite. A história do Olodum tem a mesma essência daTurma da Mônica. São duas marcas com uma trajetória de valorização da cultura nacional. O Olodum está completando 40 anos e não poderíamos celebrar esta jornada de outra forma que não fosse intensificando a importância do respeito à diversidade cultural, tudo a ver com proposta do tema do espetáculo Brasilis”, conta Jorginho Rodrigues, empresário e produtor do Olodum.

Brasilis – um espetáculo do Circo Turma da Mônica

Como parte das comemorações de 60 anos da Mauricio de Sousa Produções, o cartunista e empresário, Mauricio de Sousa, e seu filho, produtor e diretor, Mauro Sousa, trazem para a cena cultural uma superprodução que contempla nossas raízes, mostrando a diversidade e a inclusão que sempre estiveram presentes no universo das criações da Turma da Mônica. No palco, além de Mônica, Cebolinha, Cascão, Magali e Chico Bento, outros personagens dão brilho à pluralidade cultural, como a Vó Dita, o Papa-Capim, a Jurema e a Milena.

Com cenários grandiosos, muita tecnologia, efeitos especiais, mais de cem figurinos e um elenco afiado de bailarinos e artistas circenses, a Turma da Mônica envolverá o público nessa aventura para descobrir um pouco mais sobre o nosso país e sobre nossas raízes.

DOAR LEITE MATERNO É DOAR-SE: DIA NACIONAL DE DOAÇÃO DE LEITE HUMANO

O Brasil é líder mundial em doação de leite materno, com mais de 220 bancos de leite humano, porém, mesmo com o número atual de doadoras, consegue atingir apenas 55% da demanda necessária para alimentar recém-nascidos prematuros, internados nas UTIs neonatais, conforme dados do Ministério da Saúde.

 

Para incentivar a doação, bem como estimular debates sobre a importância do aleitamento materno, o dia 19 de maio foi instituído como “O Dia Nacional de Doação de Leite Humano”.

 

Além de trazer à tona essa carência do alimento nos bancos de leite humano, o dia reforça a necessidade da doação, que pode ajudar muitos bebês prematuros. De acordo com a Rede Brasileira de Leite Humano, 1 litro de leite materno alimenta até dez recém-nascidos por dia.

 

Conserve o Amor: doar leite materno é doar-se

 

Desde 2018, a Panasonic, líder mundial no desenvolvimento e criação de tecnologias e soluções eletrônicas,  apresenta uma campanha de Dia das Mães que incentiva a doação de leite materno. Na primeira fase, o projeto “Conserve o Amor” homenageou mães que doavam leite.

 

Neste ano, a campanha foi além, buscando levar mais doadoras aos bancos de leite, levando informação à população. As ações do projeto “Conserve o Amor: doar leite materno é doar-se”, incluíram homenagem às mães e a criação de um espaço de incentivo a doação do alimento, que foi instalado no Shopping Eldorado, em São Paulo, para tirar dúvidas sobre o assunto.

 

Mais doadoras para os bancos de leite´

 

O espaço também funcionou como ponto de cadastramento de potenciais doadoras para bancos de leite humano de São Paulo. Com suporte da ONG Fadas do leite, os cadastros recebidos foram enviados a bancos de leite da região mais próxima à residência das lactantes.

“O projeto teve como foco o incentivo, na prática, a doação de leite materno, um ato de generosidade que pode salvar muitos bebês prematuros. Ou seja, aumentar a doação, ajudando para que mais crianças recebam esse, que é o alimento recomendando pela OMS”, revela Talita Diniz, coordenadora de Marketing da Panasonic no Brasil.

 

 

Saiba Mais:

 

·         Um litro de leite materno alimenta até dez recém-nascidos por dia.

 

·         A mãe doadora e seu bebê também se beneficiam. A retirada de leite estimula a produção e previne a mastite, inflamação no tecido mamário.

 

·         Toda mulher saudável que está amamentando é uma potencial doadora, independentemente da idade do bebê. Não precisa produzir muito leite para doar.

 

·         O Banco de Leite seleciona as mães aptas a doar, informa todos os procedimentos e distribui todo o material para a retirada do leite, como touca, máscara, etiquetas e frascos de vidro esterilizados com tampa, e também agenda a retirada da doação.

 

Para quem quiser saber como doar leite materno e encontrar bancos de leite humanos em outras regiões do brasil, há mais informações no site:www.redeblh.friocruz.com.br

 

Campanha da Panasonic com mães reais que doaram leite materno e que receberam o alimento para seus bebês: https://www.youtube.com/watch?v=GfdOXibH_UA

Zuzubalândia, desenho animado de sucesso, vira obra que incentiva a contar histórias


Zuzubalândia é uma série de animação criada por Mariana Caltabiano. As aventuras se passam num reino onde tudo é feito de comida. De modo divertido e sutil, o desenho mostra a importância de manter o equilíbrio na hora da alimentação e em todos os aspectos da vida. Agora esse reino se espandiu para um livro em forma de caixinha, com 40 começos de histórias para a criança inventar a continuação. Uma obra que estimula a imaginação e a criatividade.

 

Os episódios de Zuzubalândia atualmente são exibidos nos seguintes canais e horários:

Boomerang - Sextas às 18h, domingos às 17h15.

Cartoon Network aos sábados às 7h.

SBT, sábados às 8h45

 

Exemplos das cartas:

 

1

A Zuzu era muito desafinada, mas achava que cantava superbem. Na noite do aniversário do rei Apetite, ela decidiu homenageá-lo cantando uma ópera. Preocupado com os ouvidos dos convidados, o rei Apetite pediu ajuda ao Brigadeiro. E ele deu uma ideia brilhante.

 

2

Suspiro foi convidado para um jantar romântico na casa da Pipoca. Mas bem nesse dia ele comeu um filé com muito alho que o deixou com um bafo terrível. O Brigadeiro e o Laricão se ofereceram para ajudá-lo a se livrar do bafo.

10 Mitos Sobre Jejum Intermitente

jejum intermitentepode ser denominado como um padrão alimentar com períodos de jejum e alimentação, algo natural e saudável. O Dr. Juliano Pimentelformado em medicina e fisioterapia, pesquisador, mestre e doutorando pela Flórida Cristian University, desvendou 10 mitos sobre o assunto. Entre os dias 31 de maio e 1 de junho, o especialista estará em São Paulo para participar do World Pro Health Conference (WPHC), evento de padrão internacional sobre inovações em medicina integrativa e de precisão, biotecnologia e genoma.

 

Confira os 10 mitos sobre jejum intermitente e frequência alimentar:

 

 

1. Pular o café da manhã engorda 

Intuitivamente, a maioria das pessoas acredita que não tomar o café da manhã vai aumentar a fome e, consequentemente, provocar o ganho de peso. No entanto, um estudo publicado em 2014 comparando 283 pessoas obesas e com sobrepeso, um grupo que consumiu café da manhã e outro que fez jejum. Após um período de 16 semanas, não houve diferença de peso entre os grupos. Esse estudo mostra que não faz qualquer diferença para perda de peso, consumir ou não o café da manhã, embora possa haver alguma variabilidade individual.

 

 

2.    Comer frequentemente acelera o metabolismo

Um dos mitos sobre jejum intermitente é que ele prejudica o metabolismo. Muitos acreditam que se alimentar de três em três horas acelera o metabolismo, fazendo o corpo queimar mais calorias. Em 1970, a média de refeições era de duas por dia e a obesidade era quase inexistente. Atualmente essa frequência é de seisvezes por dia. Por fim, o que importa é como os hormônios se comportam para lidar com as calorias totais ingeridas.

 

 

3.Comer frequentemente reduz a fome

Algumas pessoas acreditam que comer várias vezes ao dia ajuda a evitar a fome excessiva. Apesar de alguns estudos sugerirem que fazer mais refeições leva à redução da fome, outros não apresentam efeitos e mostram aumento dos níveis de fome. Não há evidência que confirma que comer mais, reduz a fome para todas as pessoas. Vai depender do histórico de saúde de cada indivíduo e dos alimentos. Em contrapartida, o jejum tem relação com a redução da fome. 

 

 

 

 

 

4.Saco vazio não pára em pé...”

Muitos de nós crescemos ouvindo que precisaria comer ou passaria mal. No entanto, nenhum animal na natureza precisa se alimentar para fazer uma atividade intensa quando necessário, simplesmente por ser um caso de vida ou morte. Nosso corpo possui uma reserva de energia incrível, mas com a rotina moderna esses mecanismos de adaptação estão todos travados por conta de uma alimentação que joga contra nossa saúde.  

 

 

5.O cérebro precisa de fonte constante de glicose

Outro mito que envolve o jejum intermitente é anecessidade de ingerir carboidratos várias vezes ao dia para que o cérebro continue funcionando corretamente. Isso é baseado na crença que ele só pode usar glicose (açúcar no sangue) como combustível. Mas o corpo pode facilmente produzir a glicose que precisa por meio de um processo chamado de gliconeogênese. Ou seja, o corpo armazena glicogênio (glicose) no fígado para ser usado como energia ao cérebro quando for necessário.

 

No entanto, algumas pessoas relatam que se sentem hipoglicêmicos, quando não se alimentam por um tempo. Nesse caso, procurar orientação médica é o melhor caminho antes de adotar a prática.

 

 

6.Jejum coloca seu corpo em “modo de inanição

Colocar o corpo em “modo de fome” é outro mito acerca do jejum intermitente. De acordo com as alegações, não comer faz o corpo pensar que está morrendo de fome e, por isso, desliga o seu metabolismo e impede que queime gordura.

 

É verdade que a perda de peso no longo prazo pode reduzir a quantidade de calorias que a pessoa queima. Esse é o verdadeiro “modo de fome”. No entanto, isso acontece com a perda de peso em geral, não importa o método usado. Não há evidência de que isso aconteça mais com o jejum intermitente do que com outras estratégias de perda de peso. No contraponto, estudos comprovam que o jejum no curto prazo aumenta a taxa metabólica.

 

 

7.O corpo só digere certa quantidade de proteína por refeição

Há quem diga que só podemos digerir 30 gramas de proteína por refeição, e que devemos comer a cada 2-3 horas para maximizar o ganho muscular. No entanto, isso não é apoiado pela ciência. Estudos não mostram diferença na massa muscular se a pessoa comer proteína em doses mais frequentes.

 

 

8.Jejum intermitente faz você perder músculo

Alguns acreditam que o jejum pode colaborar para a perda muscular. É verdade que isso acontece com dietas em geral. Mas não há nenhuma evidência de que isso ocorre mais com o jejum intermitente do que outros métodos. Alguns estudos sugerem que o jejum intermitente é melhor para manter a massa muscular pela alteração do padrão hormonal de quem o faz. 

 

 

9.O jejum intermitente é ruim para a saúde

Esse é um dos mitos mais frequentes sobre a prática. No entanto, vários estudos mostram que o jejum intermitente traz diversos benefícios para a saúde como a mudança da expressão de genes relacionados à longevidade e proteção contra doençasTraz também grandes vantagens para a saúde metabólica como melhora da sensibilidade à insulina, redução do estresse oxidativo e inflamação e redução de vários fatores de risco para doenças cardíacas. Além disso, ajuda contra a depressão e vários outros problemas cerebrais.

 

 

10. Jejum intermitente faz a pessoa comer demais e gera compulsão alimentar

Há quem diga que o jejum intermitente não causa perda de peso porque faz com que a pessoa coma em excesso durante os períodos de alimentação. Realmente, após o um jejum, existe a tendência de ingerir mais alimentos compensando as calorias “perdidas”. No entanto, o jejum intermitente reduz a ingestão alimentar global enquanto estimula o metabolismo. Também reduz os níveis de insulina e aumenta o hormônio de crescimento humano até cinco vezes. 

 

Devido a esses fatores, jejum intermitente contribui para a perda de gordura, sendo reconhecido como uma das ferramentas mais poderosas do mundo para a redução de peso e promoção de saúde.  

 

 

A baixa umidade do ar, característica do período, favorece o aumento de doenças, principalmente em crianças e idosos.

A baixa umidade do ar, característica do clima nos meses de outono e inverno, favorece o aumento de alergias respiratórias, principalmente em crianças, idosos e portadores de doenças crônicas. Logo, 7 de maio se tornou o Dia Nacional de Prevenção da Alergia, a fim de conscientizar a população sobre os riscos de contrair doenças neste período. Neste ano, a data também coincide com a primeira terça-feira do mês do maio, na qual é celebrada o Dia Mundial de Combate a Asma.

A asma é uma doença comum das vias aéreas causada pela inflamação dos brônquios e provoca sintomas como falta de ar, dificuldade para respirar, sensação de aperto do peito, chiado e tosse.

Já a rinite alérgica é uma inflamação do nariz causada por alergias respiratórias que podem variar a causa, e, entre os sintomas estão espirros persistentes, obstrução nasal, coriza e coceira no nariz, que também podem ser acompanhados de coceiras nos olhos, garganta e ouvidos. Segundo a ASBAI, Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia, cerca de 30% da população sofre com algum tipo de alergia, sendo a rinite uma das mais comuns.

Quando a temperatura está baixa, as pessoas se fecham mais em suas casas, criando ambientes propícios para o desenvolvimento de agentes precursores da doença, como ácaros e fungos. A Dra. Milena Costa, médica otorrinolaringologista, explica que a asma e a rinite são doenças concomitantes e ainda que seus sintomas sejam diferentes, as duas possuem gatilhos em comum.

Vale lembrar que o tratamento adequado de ambas as doenças somente é determinado após diagnóstico do médico e, mesmo sendo crônicas, as duas podem ser controladas por meio de medicamentos e hábitos de prevenção, como:

Realizar lavagem nasal com soro fisiológico ao menos uma vez por dia;

Manter a casa bem arejada;

Evitar o acúmulo de poeira;

Limpar o ambiente com pano úmido;

Evitar dormir com animais domésticos;

Trocar a roupa de cama duas vezes por semana e fazer revestimentos para os cobertores com capas laváveis;


AÇÃO DE DIA DAS MÃES INCENTIVA A DOAÇÃO DE LEITE MATERNO

Para incentivar a doação de leite materno, a Panasonic  criou a campanha de Dia das Mães“Conserve o Amor: doar leite materno é doar-se”, que, em 2018, homenageou mães que doam leite materno e, agora, convida novas doadoras a fazerem parte desse movimento.Apesar de o Brasil ser líder mundial em número de bancos de leite, consegue atingir apenas 60% da demanda necessária para recém-nascidos prematuros, internados nas UTIs neonatais, sendo necessário aumentar as doações.

 

A ação contempla uma ativação no shopping Eldorado, em São Paulo. Até 12 de maio, o espaço, acolhedor e confortável para mães com seus filhos, conta com promotoras treinadas para tirar dúvidas sobre todo o processo de doação de leite materno, desde o processo de análise até o armazenamento adequado, além de funcionar como ponto de cadastro de potenciais doadoras para os bancos de leite do estado.

 

“A campanha ‘Conserve o Amor: doar leite materno é doar-se’ tem como foco o incentivo, na prática, à doação de leite materno, um ato de generosidade que pode salvar muitos bebês prematuros. Por isso, nosso objetivo, ao instalar um espaço informativo no shopping Eldorado e cadastrar mães para os bancos de leite, é aumentar a doação, ajudando com que cada vez mais crianças recebam esse, que é o alimento recomendando pela OMS nos primeiros seis meses de vida. Internamente, também temos criado ações de incentivo à amamentação e doação com as nossas colaboradoras”, reforça Talita Diniz, coordenadora de marketing da Panasonic no Brasil.

 

O espaço conta com uma área equipada com sofá, geladeira e água gelada, para que as mães que precisarem amamentar seus bebês possam vivenciar esse momento no local. Além disso, durante todo o período de ativação no shopping, uma TV também passará conteúdo informativo sobre a doação de leite materno, reforçando o incentivo ao ato e os benefícios tanto para quem recebe o alimento quanto para quem doa.

 

“Esperamos com a ação conscientizar mães e pais sobre todo o processo de doação, fazendo com que essa causa chegue a um número grande de pessoas por meio de uma corrente humana empática. Assim, conseguiremos contribuir com os bancos de leite, aumentando a doação de leite humano”, afirma Talita.

 

Dó-Ré Mundo faz sucesso com público infantil

Animação brasileira foi lançada recentemente em três idiomas

 


O Dó-Ré Mundo, animação infantil brasileira que promove entretenimento e o desenvolvimento da criança por meio de temática musical, estreou mundialmente recentemente nas redes sociais e também na plataforma PlayKids, uma das líderes globais em conteúdo educativo para as famílias. O conteúdo está disponível em três idiomas: português, inglês e espanhol.

Com mais de 100 minutos de conteúdos entre videoclipes e games, o projeto foi criado pela produtora de conteúdo audiovisual Moove House. As músicas dos episódios também estão nas principais plataformas de streaming musical.

As histórias são voltadas para crianças entre 1 e 5 anos de idade e abordam temas como amizade, família, sentimentos, descobrimentos, musicalidade e despertar dos sentidos. “Buscamos, na PlayKids, trazer assuntos que estimulem as crianças e que tragam algo de positivo para o seu desenvolvimento. Sabemos que a música faz com que os pequenos se sintam bastante confortáveis e incentiva muitos sentidos educacionais. Por isso, acreditamos que essa parceria será muito importante para as famílias que utilizam nossa plataforma”, afirma Fernando Collaço, Head de Conteúdo da PlayKids.

Coloridos e com personalidades marcantes, a animação apresenta seis personagens principais: Flautina (flauta), Mike (microfone), Gui (guitarra), Drum (bateria), Bob Tecla (teclado) e Baixião (contrabaixo), que é o diretor da escola “Le Grand Musique”.

“Cada episódio traz diferentes mensagens que fazem parte do repertório das crianças, que estão na fase de descobrir o mundo e o sentido de coletividade. A música está sempre presente nas aventuras, pois é uma importante ferramenta no desenvolvimento cognitivo”, ressalta Adolpho Knauth, diretor do projeto.

Assista

YouTubehttps://www.youtube.com/channel/UClBX1Q94why_ICl4RsB2ODg

Facebookhttps://www.facebook.com/doremundooficial/

PlayKids na App Store:

https://itunes.apple.com/br/app/playkids-learn-through-play/id613398383?l=pt-br&mt=8

PlayKids na Google Play:

https://play.google.com/store/apps/details?id=com.movile.playkids